Receba Grátis Nossas Atualizações

sábado, 11 de janeiro de 2014

Dinâmica da Lição 03: As Pragas Divinas e as Propostas Ardilosas de Faraó (Jovens e Adultos)

,
Professoras e professores, observem estas orientações:
1 – Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:
- Cumprimentem os alunos.
- Perguntem como passaram a semana.
- Escutem atentamente o que eles falam.
- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.
- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.
2 – Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.
3 – Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email.
Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.
4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.
5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associada a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!
6 - Agora, vocês iniciam o estudo da lição 03.
7 - Falem: A lição de hoje tem como título “As Pragas Divinas e as Propostas Ardilosas de Faraó”.
Trabalhem o conteúdo da lição de foram participativa e de forma contextualizada, vejam esta sugestão:
 - Peçam para os alunos citarem as 10 pragas. Anote-as no quadro ou cartolina. Complementem o nome de alguma praga, se necessário.
As 10 pragas: Águas tornam-se em sangue, Rãs, Piolhos, Moscas, Peste nos animais, Úlceras, Saraivas , Gafanhotos, Trevas, Morte dos primogênitos

 - Analisem a situação vivenciada pelo povo através das pragas.
- Em seguida, falem: Com certeza, nós não presenciamos nenhuma situação semelhante a que povo passou. Podemos imaginar a dimensão desses momentos difíceis, a grosso modo, partindo daquilo que vivenciamos, quando há:
Falta de energia(praga das trevas)
Medo de bichos, presença de insetos(praga das rãs, gafanhotos, moscas, piolhos)
Perda de entes queridos(praga da morte dos primogênitos)
Doenças(praga de úlceras)
Água poluída(praga da água em sangue)
Incêndios(praga de saraiva)
Doenças em animais(Peste nos animais)
- Falem: Quando estas situações acontecem ficamos incomodados, imaginem o que sentiram e sofreram as pessoas, tudo por causa de um homem de coração endurecido.
- Analisem biblicamente qual a razão das 10 pragas.
- Agora, analisem com os alunos as propostas de Faraó e as atitudes de Moisés diante disto e como Deus agiu.
- Em seguida, leiam o Texto de Reflexão “Feridas e Ouvidos Abertos”.
- Para concluir a aula, utilizem a dinâmica “O Que Você Tem em Suas Mãos?”.
Tenham uma excelente e produtiva aula!

Dinâmica: O Que Você tem em Suas Mãos?
Objetivo: 
Refletir sobre as armas que usamos quando estamos em batalha e como agimos diante das lutas.
Material:
Metade de uma folha de papel ofício para cada aluno
Procedimento:
- O que você tem suas mãos como instrumento de batalha e como tem se portado na luta? Ou o que você possui?
Moisés tinha uma vara, o rei Jeoás tinha em suas mãos um arco e flecha, Davi tinha uma funda, Jacó tinha um cajado, Sansão tinha a queixada de um jumento.
Estes instrumentos representam objetos de trabalho ou de luta ou de convencimento que estes personagens bíblicos possuíam.
- Entreguem para os alunos a metade de uma folha de papel ofício e peçam para que façam o contorno de uma das suas mãos.
- Peçam para que eles escrevam dentro da mão quais as atitudes e as formas de luta ou de defesa diante das dificuldades que eles estão usando, podendo ainda acrescentar nomes de pessoas que ajudam em oração e conselhos.
- Solicitem para que os alunos socializem o que escreveram, de forma objetiva.
Por Sulamita Macedo.

Texto de Reflexão: Feridas e Ouvidos Abertos
            Quando estamos passando por uma profunda tristeza ou por circunstâncias difíceis, talvez nos sintamos ofendidos se alguém nos disser que algo bom pode emergir de nossa adversidade. Uma pessoa com boas intenções, que procura nos encorajar a confiar nas promessas de Deus, pode ser vista por nós como insensível ou até pouco realista.
            Isto aconteceu com os filhos de Israel quando Deus estava agindo para libertá-los do Egito. À medida que Faraó endurecia o seu coração não deixando o povo de Israel sair e não obedecendo às ordens de Deus, ele aumentou a carga de trabalho forçado dos escravos hebreus(Ex 5.10-11).  Eles ficaram tão desanimados que conseguiram aceitar as palavras de Moisés que lhes assegurava que Deus ouviu o seu o clamor e prometeu levá-los para uma terra que seria deles(6.9).

            Há épocas nas quais nossas feridas e temores podem fechar nossos ouvidos às palavras de esperança de Deus. Mas o Senhor não deixa de nos falar quando temos dificuldades em ouvir. Ele continua a agir a nosso favor assim como fez com o povo de Israel o libertando do Egito.
            Ao experimentarmos a compaixão de Deus e seu cuidado amoroso, podemos voltar a ouvir a voz de Deus novamente ainda que a dor não tenha passado por completa. DCM


Fonte: Nosso Pão Diário( 22.04.2005).

0 comentários to “Dinâmica da Lição 03: As Pragas Divinas e as Propostas Ardilosas de Faraó (Jovens e Adultos)”

Postar um comentário

 

GOSPEL MAIS

CPADNEWS.com.br

GOSPEL PRIME

Widget gerado por Gospel Prime

Copyright © 2012 | Template design by O Pregador | Powered by Blogger Templates